Quarta, 12 de agosto de 2020
+19788797768
Saúde

01/04/2020 às 20h36

78

Redacao

Vila Velha / ES

Universitários vão poder antecipar formatura para combater coronavírus
A proposta é que alunos de Medicina, Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia sejam liberados antecipadamente de seus cursos para enfrentamento da pandemia no país
Universitários vão poder antecipar formatura para combater coronavírus
Estudantes de Medicina estão no grupo que poderá ter a formatura antecipada para reforçar atendimento durante pandemia. Crédito: Ashkan Forouzani/ Unsplash

Para enfrentar a situação de emergência em saúde pública, decorrente da disseminação do novo coronavírus (Covid-19) no país, o presidente Jair Bolsonaro publicou uma Medida Provisória, nesta quarta-feira (1º), que permite a antecipação da formatura de universitários da área de saúde. São estudantes de Medicina, Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia que poderão ser liberados antecipadamente de seus cursos para atuar no controle da doença em território brasileiro. 


A MP 934/2020 estabelece que "as instituições de educação superior ficam dispensadas, em caráter excepcional, da obrigatoriedade de observância ao mínimo de dias de efetivo trabalho acadêmico para o ano letivo afetado pelas medidas para enfrentamento da situação de emergência, observadas as normas a serem editadas pelos respectivos sistemas de ensino." Neste contexto, a instituição poderá abreviar a duração dos cursos de Medicina, Farmácia, Enfermagem e Fisioterapia, desde que o aluno cumpra no mínimo: 75% da carga horária do internato do curso de Medicina; ou 75% da jornada do estágio curricular obrigatório dos demais cursos.


A UVV, a Multivix e a Unesc informaram, por meio da assessoria, que vão avaliar a Medida Provisória para definir como proceder. Já a Ufes diz que os estudantes da universidade não se encaixam nas exigências mínimas. A coordenação do curso de Medicina afirma que a antecipação de formatura dos estudantes finalistas não seria possível, já que eles completaram apenas dois meses da carga horária do internato, o que, de acordo com a assessoria da Ufes, corresponde a menos de 50% da jornada total. "Como consta na Medida Provisória 934/2020, seria preciso cumprir, pelo menos, 75% desse componente curricular obrigatório para obter aprovação", conclui.

FONTE: Agazeta /https://www.agazeta.com.br/es/gv/universitarios-vao-poder-antecipar-formatura-para-combater-coronavirus-0420

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright : Todos os direitos reservados ( 49425 ) Pessoas vizitaram esse site voce ja visitou 1 vezes