Sexta, 12 de julho de 2024
Geral

02/07/2024 às 18h55

102

Redacao

Vila Velha / ES

PEC regulamenta guardas municipais no estado
Proposta define competências e atribuições específicas dessas instituições, além de assegurar porte de arma de fogo aos seus integrantes
PEC regulamenta guardas municipais no estado
Texto: João Caetano Vargas, com edição de Nicolle Expósito/Ales Imagens: Lucas S Costa/Ales e Félix Falcão/Prefeitura de Vila Velha

Com o objetivo de adequar a Legislação Estadual às diretrizes definidas pela Lei Federal 13.022/2014 e de regulamentar a atuação das guardas municipais no Espírito Santo, o deputado Lucas Scaramussa (Podemos) apresentou a Proposta de Emenda à Constituição Estadual (PEC) 1/2024. A ideia é assegurar, entre outros direitos, o porte de arma de fogo, como preconizado na lei federal.


“Mais um importante passo pela valorização e reconhecimento dessa categoria tão importante para o sistema de Segurança Pública dos municípios capixabas. Em 2014 foi publicada a Lei Federal nº 13.022 que instituiu o Estatuto Geral das  guardas municipais, conferindo competências e atribuições claras para a devida atuação, contribuindo com os demais órgãos da segurança pública com ações conjuntas para a pacificação de conflitos e redução da criminalidade, inclusive competências de trânsito nas vias e logradouros municipais”, argumenta o autor da PEC.


Foto: Reprodução


Iniciativa do deputado Lucas Scaramussa cria programa de polos gastronômicos


Dentre as diretrizes propostas pelo parlamentar estão: proteção dos direitos humanos fundamentais, do exercício da cidadania e das liberdades públicas; preservação da vida, redução do sofrimento e diminuição das perdas; patrulhamento preventivo; compromisso com a evolução social da comunidade; e uso progressivo da força.


A proposta também define as competências das guardas: zelar pelos bens, equipamentos e prédios públicos municipais; prevenir e inibir infrações que atentem contra os bens municipais; atuar na proteção da população que utiliza os bens e serviços municipais; colaborar com os órgãos de segurança pública e com a pacificação de conflitos; exercer as competências de trânsito que lhes forem conferidas; dentre outras.


“A PEC tem por objetivo, com base  no princípio da simetria, reconhecer e inserir no sistema estadual de segurança pública as guardas municipais, além de estabelecer as competências e atribuições das guardas dos municípios integrantes do estado do Espírito Santo, contribuindo de forma eficaz para a segurança pública em nível local e para o correto funcionamento do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP)”, explica.


Tramitação


A proposta já foi lida em Plenário e tramitará pelas comissões de Justiça, Segurança e Finanças antes de ser avaliada pelos deputados.

Veja também
Facebook
© Copyright 2024 :: Todos os direitos reservados